Contato e Localização (31) 3261.4515 | 3588.1155 | 3166.6858    (31) 98508.5000  (31) 99750.1155

Plasma de Argônio

Tratamento para Reganho de Peso Pós Cirurgia Bariátrica

Tratamento ambulatorial, realizado por endoscopia, para aqueles pacientes que voltaram a ganhar peso após a realização de cirurgia bariátrica (fobi-capella ou bypass) e/ou estabilizaram a perda devido a dilatação espontânea da anastomose gastro-jejunal.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), estima-se que nos últimos dez anos cerca de 400 mil brasileiros se submeteram a cirurgia bariátrica para perda de peso. Contudo, mais de 30% desses pacientes voltaram a reganhar peso após algum tempo de operado. Uma das possíveis causas disso é a dilatação da anastomose gastrointestinal.

A anastomose nada mais é do que a emenda cirúrgica feita entre o estômago reduzido e o intestino delgado. O recomendado é que ela tenha um diâmetro igual ou menor que 12mm. Com o tempo, a dilatação pode ocorrer naturalmente permitindo a passagem fácil e rápida do alimento ingerido, consequentemente uma menor saciedade alimentar pelo paciente.

O objetivo do tratamento com o plasma de argônio é fazer com que esta anastomose tenha uma redução em seu diâmetro trazendo novamente saciedade mais precoce ao paciente, o que o ajudará a voltar a perder peso, desde que ele associe uma reeducação alimentar à sua rotina.

Já usado em vários países com sucesso, no Brasil foi liberado pela ANVISA e tem sido uma grande alternativa no reganho de peso pós-bariátrica. Portanto, aqueles pacientes que não aproveitaram todo o auxílio promovido pela cirurgia bariátrica nos primeiros anos para mudarem seu estilo de vida, encontram no PLASMA DE ARGÔNIO um novo apoio para remodelar sua anastomose e buscar a reeducação alimentar, objetivando a perda de peso.

O procedimento é endoscópico e ambulatorial, ou seja, o paciente recebe alta logo após despertar da sedação. A vantagem é que o procedimento apresenta baixo risco e é muito bem tolerado pelos pacientes. A idéia é que a técnica se torne mais uma arma no vasto arsenal terapêutico disponível no auxílio do número cada vez maior de obesos em todo mundo. Por ser um procedimento endoscópico é recomendado que seja realizado por um médico endoscopista (especialista em endoscopia).

VANTAGENS (SEGUNDO ESTUDOS CLÍNICOS RANDOMIZADOS)

• Bastante seguro, com baixíssimo índice de complicações.
• Tratamento ambulatorial: o paciente realiza o procedimento e recebe alta no mesmo dia e não há necessidade de internação.
• Tratamento pouco sintomático após cada sessão de aplicação.
• Tratamento endoscópico, minimamente invasivo, sob sedação endoscópica, sem necessidade de anestesia geral.
• Custo menor que os métodos cirúrgicos disponíveis atualmente.
• Não há necessidade de afastamento do trabalho.

DESVANTAGENS

• Convênios não cobrem o procedimento.
• É necessário mais de uma sessão se a anastomose estiver muito dilatada.
• Não há garantias de resultados e pode haver recidiva com o tempo.
• Há efeitos colaterais raros como dor abdominal (menos de 5%).

INDICAÇÕES

• Indicado apenas para pacientes operados por cirurgia bariátrica pela técnica do BYPASS gástrico (FOBI-Capella, Wittgrove, Higa).
• Qualquer paciente operado pelas técnicas acima que iniciou reganho de peso após 1 a 2 anos de cirurgia.
• Qualquer paciente operado pelas técnicas acima que parou de perder peso após 1 a 2 anos de cirurgia.
• Reganho de 10% do peso ou mais do mínimo peso alcançado após a gastroplastia redutora.

CONTRAINDICAÇÕES

• Não há contraindicações absolutas.
• Não é indicado para pacientes com anastomose justa ou com diâmetro menor que 12mm.
• Úlceras ativas na região da anastomose.
• Distúrbios graves de coagulação.

COMO OCORRE AS SESSÕES DE PLASMA DE ARGÔNIO

• É necessário realizar uma consulta médica prévia para avaliação e enquadramento do paciente ao tratamento. Trazer todos seus exames de endoscopia e laboratoriais recentes.
• Se necessário será realizado uma nova endoscopia prévia à primeira sessão de Plasma de Argônio.
• É necessário jejum nas 8 horas prévias ao procedimento.
• O paciente receberá sedação venosa usada na endoscopia, portanto precisa ir acompanhado com adulto e não poderá dirigir no dia.
• A sessão realizará fulguração (queimadura térmica e iônica) da anastomose, portanto pode haver dor leve a moderada após o procedimento, facilmente coibida com analgésicos.
• Podem ser necessárias 1, 2 ou 3 sessões de argônio para efeitos mais satisfatórios (dependendo do diâmetro inicial da anastomose), com intervalo de 8 semanas entre elas.
• Após 1 hora da aplicação o paciente recebe alta.
• O procedimento dura em média 15 minutos.
• É indicado controle endoscópico semestralmente após o término do tratamento para vigilância do diâmetro da anastomose.

CUIDADOS A SEREM TOMADOS

Todos os pacientes devem ser submetidos à uma dieta progressiva liquido-pastoso-sólido após o procedimento. A progressão deve respeitar também a quantidade do que pode ser ingerido. Isso evita vômitos precoces, traumas sobre a região em que foi aplicado o plasma de argônio, evitando úlceras, hemorragias, perfurações e dores abdominais.
Existe baixo risco do procedimento causar uma cicatrização muito intensa e provocar um estreitamento (estenose) da anastomose acima do esperado. Se isto ocorrer, será necessária nova abordagem endoscópica com dilatação da anastomose.


EFEITOS COLATERAIS:

o efeito colateral mais comum, especialmente após a primeira sessão, é dor abdominal. É uma sensação semelhante à queimação gástrica. O sintoma permanece por 2 a 3 dias e é mais intenso nas primeiras horas após o procedimento. Normalmente esse sintoma é facilmente coibido com medicamentos adequados.
O paciente está liberado para suas atividades habituais no dia seguinte e para atividades físicas 3 dias após o procedimento.
Comprimidos polivitamínicos devem ser ingeridos triturados.

 

PERGUNTAS FREQUENTES

O que é o procedimento de plasma de argônio?

É uma fulguração (cauterização) da anastomose Gastro-jejunal (entre o estômago reduzido e o intestino delgado) feita com o gás argônio. Tem o objetivo de promover a redução do diâmetro da anastomose trazendo novamente a saciedade alimentar.

Quantas sessões de argônio preciso fazer?

A maioria dos pacientes necessita de pelo menos duas sessões. A quantidade de sessões depende do diâmetro inicial da anastomose e da cicatrização individual de cada paciente.

Como é o procedimento?

O procedimento é realizado por endoscopia, sob sedação leve. Dura em média 15 minutos cada sessão. O procedimento é totalmente indolor, realizado ambulatorialmente (não precisa ficar internado), com alta cerca de 30 minutos após o término do mesmo. Indicado apenas em pacientes operados pela técnica do bypass gástrico (Fobi-Capella ou Wittgrove).

Pago por sessão?

O paciente pagará apenas por sessão realizada. Desta forma se a anastomose chegar ao diâmetro desejado com apenas uma sessão, não será necessário um novo pagamento.

O plano de saúde cobre?

Planos não cobrem.

Preciso ficar internado?

Não. É um procedimento ambulatorial.

Como é a dor?

A maioria (cerca de 95% dos pacientes) não sentem absolutamente nada. Alguns poucos pacientes irão sentir uma queimação leve na região do estômago e/ou sensação de gases.

Vou tomar anestesia?

Não é anestesia geral, e sim uma sedação leve igual à de uma endoscopia habitual, com pronta recuperação do paciente ao término do procedimento.

Preciso fazer dieta?

Sim. A idéia da dieta não é apenas para perder peso, mas também reduzir o desconforto após as sessões. Também, evita que os alimentos traumatizem essa área cauterizada e possa causar vômitos, sangramento e úlceras.

E depois que acabar a sessão do argônio preciso voltar ao médico?

O ideal é uma reavaliação antes de cada sessão.

Preciso de acompanhamentos de outros especialistas?

Sim, o paciente será acompanhado por equipe multidisciplinar.

O médico que fez minha cirurgia bariátrica disse que esse procedimento é ilegal, é verdade?

Não. O argônio tem liberação pela Agencia de Vigilância Sanitária – ANVISA – para uso no Brasil.

Quanto tempo depois da cirurgia bariátrica posso fazer o argônio?

Indica-se a aplicação do plasma de argônio após o reganho de 10% do peso perdido após o by-pass gástrico. Pode ser usado, também, para perda insuficiente de peso após a gastroplastia. Geralmente, indica-se após 24 meses da cirurgia bariátrica.

Tenho que fazer todo ano?

Não necessariamente. Após finalizar as sessões, sugerimos controle em 06 meses com nova endoscopia para reavaliação. Mas uma nova sessão nem sempre é necessária.

Quanto quilos vou perder nas sessões de argônio?

Isso é variável. O objetivo é a redução do diâmetro da anastomose. Com o diâmetro da anastomose menor, o esvaziamento gástrico fica mais lento e o paciente tem uma sensação de saciedade precoce e isto contribui para a perda de peso. Observamos, em alguns casos, perdas de mais de 80% do excesso de peso que foi readquirido. Mas isso é uma média e não uma regra.

Quantos quilos precisa engordar para que o argônio seja indicado?

Indicamos para reganho de 10% acima do peso mínimo alcançado após a gastroplastia.

Preciso fazer algum exame antes do procedimento? Sangue? Endoscopia? Raio x?

Exames laboratoriais (sangue) e endoscopia.

A saída do meu estômago pode fechar muito?

Sim. Cerca de 5% dos pacientes desenvolvem uma cicatrização mais intensa e tem um estreitamento maior. Neste caso, pode ser preciso dilatar a anastomose.

É verdade que às vezes o estômago sangra no procedimento? É perigoso? O que fazer?

Muito raro. Seguindo a dieta e as orientações, é pouco provável que isso ocorra. Se ocorrer, seu médico deve ser avisado. Geralmente o sangramento é autolimitado, mas uma nova endoscopia pode ser necessária.

Tomo vitaminas (em comprimido), posso continuar tomando nos dias do procedimento onde tenho que fazer a dieta líquida?

Sim. Mas devem ser trituradas na fase líquida.

O que pode ocorrer com quem não faz a dieta depois do procedimento de argônio?

Pode ter sangramento, dor ou “entalar”.

Tem como fazer argônio sem tirar o anel?

O anel só é retirado se ele estiver erodido, ou seja, dentro do estômago.

Quanto tempo posso retorna as atividades físicas? (trabalho e academia)

Retorno às atividades laborais no dia seguinte e retorno as atividades físicas em 1-2 dias. Mas esta é uma média e depende de cada paciente.

Como é o processo de emagrecimento com o argônio?

As sessões que mais induzem a perda de peso são geralmente a segunda e a terceira devido ao maior estreitamento da anastomose. Lembramos também que atividade física pode ser iniciada já nos dias seguintes, bem como o trabalho. Psicóloga, nutricionista e demais profissionais devem ser consultados para uma perda ainda maior do peso readquirido.

Sou de outra cidade, há necessidade de pernoitar na cidade onde fiz o argônio? Posso dirigir?

Podem retornar para casa, mas com um acompanhante para dirigir e auxiliar o paciente. Não precisa dormir na cidade do procedimento, pois ele é de rápida execução.

Com quanto tempo depois da cirurgia bariátrica o peso se estabiliza?

Em média com 18 a 24 meses.

Durante o procedimento pode acontecer algum problema que leve o paciente ao óbito?

Sim. Apesar de risco baixíssimo, todo procedimento oferece algum risco.

Após o argônio o peso estabiliza depois de quanto tempo? Ou a pessoa só perde peso no intervalo das sessões e enquanto durar a cicatrização?

Normalmente perde-se peso também entre as sessões e mantém o peso enquanto a anastomose permanecer reduzida, desde que seja mantida uma reeducação alimentar. Um controle em 6 meses ajuda a verificar isso e ver a necessidade de complementação.

O plasma de argônio é indicado apenas em pacientes operados pela técnica do bypass gástrico. Quem fez sleeve gástrico não pode optar por essa técnica?

Só para bypass. Nas demais, não temos anastomose entre o estômago e intestino. No Sleeve não há anastomose e no Duodenal Switch a anastomose é duodeno-jejunal.

O argônio é indicado após quantos quilos de reganho de peso após a cirurgia?

Indicamos para ganho de 10% acima do peso mínimo alcançado após a gastroplastia, desde que exista aumento da anastomose. A indicação inicial do argônio é um reganho de 10% do peso mínimo alcançado com dilatação da anastomose para maior ou igual a 16 mm. Mas como é uma técnica recente no Brasil, estas indicações ainda poderão ser revistas. Pode, por exemplo, ser usada em pessoas que ficaram com a anastomose um pouco mais alargada e não alcançaram o objetivo inicial da bariátrica (perda de peso insuficiente), ou até mesmo profilaticamente, em pessoas que não engordaram, mas que a endoscopia já mostra uma dilatação importante da cirurgia, para justamente evitar que ela volte a engordar. Cada caso deve ser avaliado individualmente.

Tem restrições quanto ao anel e o argônio?

Não. Não há restrições. Desde que a anastomose esteja alargada.

Há CONTRA INDICAÇÃO, quais?

Não existe contra-indicação absoluta, apenas relativas. Não indicamos se a anastomose ou o anel já são justos.

O reganho de peso é uma regra?

Alguma porcentagem de reganho de peso ocorre em cerca de 30 a 40% dos pacientes que realizaram a gastroplastia. E a imensa maioria destes pacientes têm dilatação da anastomose. Caso a anastomose apresente mais de 16 mm de diâmetro, o argônio pode ser indicado.

O procedimento é definitivo? Fazendo as sessões necessárias inicialmente, acontece o estreitamento provocando a saciedade e nunca mais preciso fazer novamente? Como funciona?

Assim como na cirurgia inicial, existe chance futura de reabrir parcialmente. Por isso sugerimos controle endoscópico em 6 meses após terminar as sessões iniciais. Pode ser necessário fazer outras sessões futuramente.

Fiz a primeira sessão de argônio e não emagreci. Isso é normal? Não vou emagrecer?

O argônio estreita a anastomose, e isso ocorre aos poucos. É normal não sentir muita diferença após a primeira sessão, principalmente se a anastomose estiver muito dilatada. A segunda e terceira sessão geralmente são mais eficazes quanto à saciedade. Deve-se evitar alimentos e líquidos calóricos, já que estes comprometem o resultado. Conforme já reforçado, o plasma de argônio serve para diminuir o diâmetro da anastomose e não para emagrecer. O que leva o paciente a emagrecer é ingerir menos calorias do que gasta.

Quantos quilos se perde com o argônio?

Depende de cada paciente. Mas a média é de 80% do peso readquirido. Reforçando que pode não haver nenhuma perda se não houver uma reeducação alimentar adequada.

O argônio tira a fome?

Não. Ajuda na saciedade precoce e limita a ingestão alimentar.

Somente os operados no método de Capella que voltam a engordar?

Qualquer técnica pode readquirir peso, depende muito da disciplina alimentar do paciente e da atividade física. mas apenas na técnica Capella (Bypass gastrico) podemos fazer o plasma de argônio.

Ouvi dizer que há pessoas que operam o método sleeve ai não emagrecem e fazem Capella? É verdade? Se mesmo assim não emagrecer posso fazer argônio?

É uma opção converter o Sleeve em Bypass tipo Capella ou em Duodenal Switch. Assim, normalmente aumenta-se a perda do peso.

Disseram-me que quem faz Capella nunca mais fica obeso de novo, é verdade?

Até 40% podem reganhar parcialmente o peso. Não existe nenhum milagre. É necessário sempre a dedicação do paciente.

Se fiz a mesma cirurgia que outra pessoa, por que emagreço menos e mais lento?

Depende da sua dieta, se você tem Dumping, se come alimentos hipercalóricos e da frequência da atividade física.

O que é Platô na cirurgia bariátrica e quando ele acontece? O que faço quanto isso ocorre?

O platô é a estabilização do peso por um determinado período de tempo. É diferente de estabilização do peso que ocorre após 18 meses da cirurgia.

O argônio também tem Platô?

O nome correto não seria platô. Ele ajuda na perda de peso pela restrição alimentar. Depois que esta restrição diminui, o peso naturalmente estabiliza.

Por ser um procedimento recente gostaria de saber qual a durabilidade da aplicação do Argônio?

Analisamos os pacientes 06 meses após a última sessão. Não temos visto aumento significativo do tamanho neste período. Os resultados com argônio são de médio prazo.

Queria saber se esse método é apenas para quem já voltou a engordar, ou pessoas que tem 2 anos de cirurgia e têm medo de voltar a engorda poderiam fazer?

Se a anastomose estiver dilatada, pode-se fazer argônio.

Qual é o tamanho normal do estômago e da anastomose depois da gastroplastia (by pass em Y de roux)?

Isso é variável de cirurgião para cirurgião.

É normal sangrar o estômago no procedimento de argônio? Por que acontece isso?

Não. Isso porque o argônio foi desenvolvido para justamente fazer coagulação. Mas se um pequeno vaso for coagulado parcialmente ele poderá sangrar tardiamente. Mas isso é raro.

Quantas horas de jejum antes de fazer o argônio devo ficar?

12 horas de jejum.

Porque que as pessoas que engordaram e já operaram o estomago não podem fazer o balão. O estomago não cresce de novo?

O balão tem que ter no mínimo 400 ml. Não caberia no estômago operado, pois ele está pequeno. Quem dilata é a anastomose (passagem da comida), e não o estômago.

Não seria melhor engravidar antes do argônio?

O excesso de peso aumenta o risco de surgirem doenças na gravidez como diabetes gestacional, hipertensão, eclampsia e trombose venosa, que vão comprometer tanto a saúde da mãe quanto do bebê. É muito melhor e mais saudável engravidar com um peso mais leve.

Qual o intervalo entre as sessões e quanto tempo depois da última aplicação de argônio deve-se esperar pra que seja dado o OK para engravidar?

Intervalo de 8 semanas entre as sessões. Pode engravidar após a última sessão sem um tempo definido, mas para resultado máximo seria bom esperar até a perda de peso estabilizar.

Como fica a suplementação de vitamina depois do argônio?

Pode usar os comprimidos triturados ou medicamentos injetáveis.

É verdade que a fertilidade aumenta com a perda de peso?

Sim, sem dúvida. Aumenta a fertilidade e diminui os riscos gestacionais.

Pode me dizer depois das 3 sessões quanto fica a anastomose?

Variável e depende do tamanho inicial. O ideal é próximo de 12 mm.

É normal depois argônio se sentir entalada algumas vezes? Algumas vezes não consigo comer toda a refeição principal, principalmente as carnes. Parece que a comida está voltando.

Este é o objetivo. Reduzir a passagem e restringir a quantidade de alimentos. Esse é o mecanismo para retornar à perda de peso.

Existe uma restrição de tempo pós cirurgia bariátrica para poder usar o plasma de argônio?

O ideal é aguardar pelo efeito total da cirurgia. Cerca de 18 meses. Mas se perdeu menos que o esperado e já estabilizou o peso antes já pode fazer, desde que exista dilatação da anastomose.

Se o argônio precisa de dieta, nutricionista, acompanhamento psicológico e multidisciplinar não é mais fácil eu somente voltar à reeducação alimentar?

Vale a pena fazer tudo isso antes. Mas sem a restrição e sensação de saciedade fica mais difícil perder peso. Assim, o argônio é uma ferramenta importantíssima que serve para ajudar, mas não resolve sozinho.